A Secretaria de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) projeta que o pico de acometimento da população do estado com a Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, deve ocorrer nos dias 4 e 5 de maio, e não mais no fim de abril.

Minas já teve 14 óbitos confirmados e 614 casos da Covid-19. Outras 97 mortes estão em investigação.

“As projeções atuais apontam que o pico de acometimento da população, que antes estava previsto para o fim de abril, agora tem como previsão o dia 4 ou 5 de maio, ou seja, estamos retardando o avanço da Covid-19 em Minas Gerais e isso se deve ao apoio da população no isolamento (social)”, informou o órgão estadual.

Após um mês da confirmação do primeiro caso do coronavirus (Covid-19) em Minas Gerais, completado nesta quarta-feira, verifica-se um aumento elevado da procura pelos hospitais no estado. Destaque para os casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). De acordo com a Secretaria, houve elevação na ordem de 271% no número de hospitalizações pelas doenças respiratórias nas 14 primeiras semanas de 2020 em relação ao mesmo período de 2019.

Este ano, Minas registrou 2.526 internações pelas síndromes respiratórias, contra 681 pelo mesmo motivo nas 14 primeiras semanas do ano passado. A maior oscilação foi registrada na terceira semana de março: ocorreram 716 internações pela SARGs contra 80 no mesmo período de 2019 (aumento de 795%).

“Apesar de estarmos em um período em que há circulação dos vírus de Influenza, verificou-se aumento de internações em decorrência de Síndrome Respiratória Aguda Grave, no comparativo com anos anteriores. Este aumento não pode ser justificado apenas pela circulação do vírus da gripe, o que leva à possibilidade de maior volume de internações por decorrência da Covid-19’, informou a Secretaria de Estado de Saúde.

O órgão lembrou que, em 2016, “vivenciamos uma das piores sazonalidades da Influenza A/H1N1, o número de internações não foi tão elevado quanto neste momento’.
Ocupação das UTI’s
A secretaria informou ainda que os últimos dados levantados indicam que a taxa de ocupação média de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no estado é de 56% e que há 877 leitos disponíveis para uso. O Sistema Único de Saúde (SUS) em Minas Gerais conta com 2.795 leitos de UTI.

Já para o tratamento clínico da Covid-19, sem complicações, são utilizados os leitos de enfermaria. No momento, a taxa de ocupação é de 45%. Há 5.240 leitos disponíveis, revelou a SES.

Estado de Minas

× Como posso te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: