A projeção do pico da pandemia do novo coronavírus em Minas foi alterado de 6 para 8 de junho. A informação foi repassada pelo Secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, em entrevista coletiva nesta segunda (11). As datas são estabelecidas a partir de modelos estatísticos, elaborados com dados que levam em conta as medidas de combate à doença.

No pico, a projeção é de cerca de 3 mil novas contaminações. Anteriormente, o secretário afirmou que poderia ocorrer em um único dia 220 mortos e 1,5 mil pessoas poderiam necessitar de respiradores.

O secretário reafirma que o ideal é que Minas não passe por um pico da doença, quando há aumento expressivo no número de casos. Ele defende que o melhor é que os casos de contaminação e graves se distribuam ao longo do tempo, de forma que o sistema de saúde consiga absorver a demanda.

O secretário lembrou que houve aumento na movimentação de pessoas no Estado devido ao Dia das Mães, sem dizer o quanto em percentual esse aumento de fluxo representou. Mais uma vez, o secretário voltou a defender as medidas de isolamento social.

Estado de Minas

× Como posso te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: