O Ministério da Saúde informou nesta quinta-feira (2) que uma mulher de 75 anos, falecida em 23 de janeiro, em Minas Gerais, estava diagnosticada com o coronavírus (COVID-19). Foi o primeiro caso no país e com óbito. A descoberta foi feita por meio de uma investigação retroativa.

A princípio, a pasta havia informado que um paciente hospitalizado seria o primeiro caso confirmado da COVID-19. No entanto, a informação foi retificada horas depois.

Antes da correção do Ministério da Saúde, o primeiro caso de coronavírus do país havia sido anunciado em 26 de fevereiro, em um paciente internado em São Paulo.

De acordo com o secretário nacional de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira, o Ministério da Saúde está fazendo inspeções em casos passados de síndrome respiratória aguda grave (SRAG). De acordo com dados fornecidos pelo governo, houve 23.999 internações envolvendo problemas respiratórios. Deste número, 1.587 pacientes testaram positivo para a COVID-19.

“As equipes nos estados estão investigando, encerrando os casos. Havia circulação de caso em janeiro de 2020, um caso importado, óbviamente”, disse Wanderson.

O caso da paciente de Minas foi o único registrado em janeiro até o momento. Os outros se deram a partir da oitava semana do ano, ou seja, no fim de fevereiro, quando o Ministério da Saúde havia confirmado o primeiro paciente infectado pelo coronavírus no Brasil.
Números pelo governo de Minas
Até a tarde desta quinta-feira, o governo de Minas divulgou balanço com quatro mortes em Minas: duas em Belo Horizonte, uma em Nova Lima e outra em Mariana.

No entanto, à noite, a prefeitura de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, registrou mais duas mortes no município por COVID-19.
O que é o coronavírus?
Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Como a COVID-19 é transmitida?
A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?
A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?
Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

Febre
Tosse
Falta de ar e dificuldade para respirar
Problemas gástricos
Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

Pneumonia
Síndrome respiratória aguda severa
Insuficiência renal

Mitos e verdades sobre o vírus
Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o coronavírus é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Estado de Minas

× Como posso te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: