Jogador perdeu processo em que pedia dinheiro de prêmio por ter assinado um contrato em 2016. Representantes do atleta devem recorrer e clube vai se defender novamente

O Barcelona recebeu uma decisão judicial favorável na disputa com Neymar em que o jogador cobrava um “bônus de assinatura” de sua última renovação com os catalães. O brasileiro também foi condenado a pagar 6,7 milhões de euros (R$ 40 milhões) para a entidade blaugrana. O atacante do Paris Saint-Germain cobrava 43,65 milhões de euros (R$ 261,6 milhões).

O conflito começou em 2016, quando o camisa 10 do PSG renovou seu vínculo com o Barça até 2021. As partes acordaram que o craque receberia um prêmio pela assinatura do contrato, mas o clube alega que não deveria pagar o valor integral devido a saída do atacante em 2017 para o clube francês.

A história pode não ter acabado e os representantes de Neymar devem exercer o direito a mais um recurso para tentar reverter a decisão judicial. O Barcelona já declarou que, caso necessário, continuará defendendo os seus interesses.

Terra.com

× Como posso te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: