Se tem uma coisa que mineiro gosta é de um cafezinho. Essa paixão levou a jovem Bruna Carolina da Silva, de 22 anos, que mora na Comunidade do Baú, em Fervedouro, Zona da Mata de Minas, a conquistar o segundo lugar no Prêmio Juventude Rural Inovadora na América Latina e no Caribe. Ela disputou na categoria Geração de Renda com o “Café Especial da Bruna”, atingindo a pontuação entre 80 e 100 na tabela de classificação sensorial da Specialty Coffee Association (SCA).

A produção do café teve início em 2019 e foi toda artesanal, com a ajuda da família. O produto teve a nota de 82,25 pontos e conquistou o vice-campeonato do Concurso Municipal de Qualidade de Café, em Fervedouro.

Bruna conta que cada etapa foi extremamente cautelosa: “O nosso processo foi desde a colheita seletiva dos grãos maduros, evitando ao máximo os grãos verdes, com peneira 16, deixando somente grão uniforme e sem defeitos. Depois, os grãos foram lavados e esparramados em um terreiro suspenso para secar. Após a secagem, ainda catamos manualmente os cafés verdes que restaram”.

Ela afirma que até o processo final foi pensado para levar a maior qualidade para o consumidor, com embalagens em sacolas com válvula para manter o sabor.

Estado de Minas

× Como posso te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: