Contratado para ser preparador de goleiros do Atlético, Rogério Maia terá o desafio de fazer com que os jogadores da posição saibam usar tanto as mãos quanto os pés, conforme as preferências do técnico Jorge Sampaoli. Em entrevista ao site oficial do clube, o profissional ressaltou a missão de “potencializar o trabalho” de domínio de bola, passes e lançamentos em consonância com as exigências do comandante.

“É um dos maiores técnicos do mundo, treinador de seleção, moderno, que tem o seu trabalho conhecido e reconhecido nacional e internacionalmente. A gente sabe que ele utiliza muito os goleiros no jogo, não só para defender. Hoje, o goleiro participa muito do jogo, com cobertura, passe, enfim, faz parte do contexto de construção do jogo. Então, vamos buscar saber o que o Sampaoli busca nos goleiros para potencializar o trabalho”, comentou Maia.

No Santos, Sampaoli apreciava as características de Éverson, que desbancou Vanderlei na disputa pela titularidade e participou de 41 partidas em 2019. O goleiro de 29 anos demonstra qualidade técnica com os pés. Tanto que quando atuava pelo Ceará, em 2018, marcou um belo gol em cobrança de falta na vitória sobre o Corinthians por 2 a 1, no Castelão, em Fortaleza, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Na estreia como treinador do Galo, Sampaoli escalou Rafael, ex-Cruzeiro, no triunfo por 3 a 1 em cima do Villa Nova, no Estádio Castor Cifuentes, em Nova Lima, pela nona rodada do Campeonato Mineiro. De acordo com o Footstats, o goleiro acertou 41 passes, sendo 26 em direção aos zagueiros Igor Rabello (15) e Gabriel (11), orientados a darem opção pelas beiradas da grande área.

Além de Rafael, o Atlético tem o ídolo Victor, com 422 jogos a serviço do clube, e Michael, que disputou nove partidas. Ainda assim, a pedido de Jorge Sampaoli, a diretoria pode buscar um novo goleiro. Recentemente, houve sondagem a Martín Campaña, do Independiente, da Argentina. Agora, a bola da vez é Felipe Alves, de 31 anos, do Fortaleza. Ao Superesportes, o diretor de futebol do clube cearense, Daniel de Paula Pessoa, afirmou não ter recebido nenhuma consulta do Galo.

A entrevista de Alexandre Mattos na última terça-feira à TV Galo deu a entender que o Atlético poderá, sim, recorrer ao mercado se Sampaoli achar necessário. Isso vale de goleiro a atacante. “Temos grandes goleiros, mas a avaliação sempre é feita em todas as posições. Se o Atlético precisar, tiver a possibilidade financeira e a disponibilidade técnica no mercado, a gente o fará”, disse.

“A princípio, acabou de chegar o Rafael, um grande profissional e atleta. Temos o Victor, um dos maiores ídolos da história do clube, e o Michael. Estamos bem servidos. Se em algum momento houver a necessidade técnica e a possibilidade financeira, o Atlético pode se reforçar nessa posição e em qualquer outra”, complementou o diretor de futebol.

Estado de Minas

× Como posso te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: