Campeão de duas das últimas três edições, além de ser o maior vencedor do torneio, com seis conquistas, o Cruzeiro estreia nesta quinta-feira na edição 2020 da Copa do Brasil, com perspectiva bem diferente. O adversário é o São Raimundo-RR, em duelo marcado para as 21h30 (de Brasília), no Estádio Canarinho, em Boa Vista.

Tido sempre como um dos candidatos ao título pela tradição em mata-matas, a equipe celeste sabe de suas limitações atuais, fruto do caos financeiro-administrativo que atravessa desde o primeiro semestre de 2019.

Assim, se o discurso continua sendo de que o clube “entra para ganhar em todas as competições”, na prática a ordem é pensar fase a fase. Até porque cada uma delas poderá render ao clube valores atraentes, especialmente para um clube que entra em cada mês sem saber como fará para quitar os salários seguintes.

“Hoje, o importante pra gente é o dinheiro, né? Nosso objetivo é passar a primeira fase, pagar aí 10, 15 dias (de salários). Nossa realidade é essa. O Cruzeiro tem retrospecto fabuloso na competição. É respeitado. Então, vamos lá fazer um bom jogo, tentar vencer”, afirmou o técnico Adilson Batista, salientando que a folha salarial do Cruzeiro caiu bastante, não passando atualmente de R$ 3 milhões por mês.

Para a primeira fase, o Cruzeiro receberá R$ 1,1 milhão. Se avançar, ganhará mais R$ 1,3 milhão. Ou seja, só o jogo desta quarta-feira praticamente já garante o pagamento dos salários de fevereiro, a serem quitados no quinto dia útil de março.

Desta forma, não passa pela cabeça dos dirigentes ou da comissão técnica do Cruzeiro uma eliminação precoce, ainda que o time seja bastante jovem e tenha pouco entrosamento. A derrota do Bahia para o River-PI, que avançou para a segunda fase da Copa do Brasil, só aumentou o alerta na Toca da Raposa II.

“A Copa do Brasil é um torneio ‘mata-mata’ e estamos acostumados com esse tipo de competição. Nossa intenção em Roraima é vencer. Quando se veste a camisa do Cruzeiro não se pode pensar diferente”, declarou o armador Marco Antônio.

Por estar à frente no ranking da Confederação Brasileira de Futebol (4º, enquanto os roraimenses aparecem em 88º), o time mineiro se classifica em caso de empate. Quem avançar medirá forças com o Boa Esporte na segunda fase da Copa do Brasil.

O duelo desta quarta-feira será o quinto do Cruzeiro na temporada. O time soma três vitórias e um empate. Foram oito gols marcados e três sofridos. Diferentemente das últimas partidas, porém, Adilson não terá todos os jogadores à disposição.

O volante Jadsom apresentou quadro de indisposição, enquanto o meia Everton Felipe está com fadiga muscular. Já o volante Filipe Machado teve constatado edema na coxa direita em exame de imagem. Os substitutos serão Adriano, Alexandre Jesus e Edu, respectivamente.

São Raimundo

O jogo desta quinta-feira é ainda mais importante para o São Raimundo-RR. O clube, com orçamento modesto, receberá R$ 540 mil pela partida – ou o suficiente para pagar seis meses de salários, uma vez que a folha do elenco é de R$ 90 mil. Se passar de fase, receberá mais R$ 650 mil.

Para a estreia oficial na temporada, a equipe roraimense fez dois amistosos: goleou o Santanão de Alto Alegre por 8 a 0, e o Sport Jovem, de São Luiz do Anauá, por 3 a 0. O técnico Chiquinho Viana tem dúvidas apenas no ataque: Emerson, Igor Felipe, Vanilson e Ribinha disputam uma vaga, pois a outra parece garantida para Stanley, de 40 anos.

SÃO RAIMUNDO X CRUZEIRO

São Raimundo
Éder; Alessandro, Siri, Alan e Maia; Belão, Juca, Dudé e Igor; Emerson (Vanilson) e Stanley. Técnico: Chiquinho Viana

Cruzeiro
Fábio; Edílson, Cacá, Leo e João Lucas; Edu e Adriano; Alexandre Jesus, Maurício e Jhonata Robert; Roberson. Técnico: Adilson Batista

Motivo: 1ª fase da Copa do Brasil
Local: Estádio Canarinho, em Boa Vista (Roraima)
Data e horário: 13 de fevereiro de 2020 (quinta-feira), às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ)
Assistentes: Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ) e Diogo Carvalho Silva (RJ)

Estado de Minas

× Como posso te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: