Atlético e Jorge Sampaoli têm um objetivo em comum: voltar a ganhar um título de expressão. A última conquista relevante do Galo ocorreu em 2014, com o triunfo na Copa do Brasil. Depois disso, o time alvinegro levou apenas o Campeonato Mineiro (2015 e 2017). Por sua vez, o treinador argentino levantou em 2015 a Copa América pela Seleção Chilena.

A busca por um título é o grande objetivo do presidente Sérgio Sette Câmara. Ele está em seu último ano de mandato (2018-2020) e tenta uma conquista para impulsionar sua campanha de reeleição.

Neste ano, o Galo investiu dentro e fora de campo. Reforços chegaram para o time (Savarino, Allan, Arana, Borrero, Tardelli, Rafael), mas Sampaoli quer mais. Ele já passou uma lista com nomes de alguns atletas.

As negociações ficarão a cargo de Alexandre Mattos, novo diretor de futebol do clube.

Sampaoli e Mattos chegaram ao clube para substituirem Rafael Dudamel e Rui Costa, respectivamente, demitidos após as quedas do Galo na Copa do Brasil e na Copa Sul-Americana.
Eliminações
O Galo foi eliminado recentemente em duas grandes competições por clubes de menor poder financeiro.

Na Copa Sul-Americana, o time alvinegro caiu para o Unión de Santa Fé. No primeiro jogo, na Argentina, levou uma goleada por 3 a 0. Na volta, no Independência, a vitória alvinegra por 2 a 0 não garantiu a vaga. Essa foi apenas a segunda participação do clube argentino em uma competição da Conmebol.

Já na Copa do Brasil, o Galo saiu para o pouco conhecido Afogados, de Pernambuco, após derrota nos pênaltis. A diferença entre os investimentos dos dois clubes é enorme. O time nordestino tem uma folha salarial mensal de aproximadamente R$ 100 mil, valor que vários jogadores do Atlético ganham todo mês. Em média, os jogadores da equipe pernambucana recebem R$ 3 mil.

As eliminações resultaram nas demissões do técnico Rafael Dudamel, do diretor de futebol, Rui Costa, e do gerente de futebol, Marques.

Dessa forma, restaram ao Atlético as disputas do Campeonato Mineiro e do Campeonato Brasileiro.
Sampaoli
Depois de deixar a Seleção Chilena, o técnico Jorge Sampaoli dirigiu Sevilla, Seleção Argentina e Santos. Em nenhum deles, o treinador conquistou um título.

Na equipe espanhola, Sampaoli conseguiu o quarto lugar no Campeonato Espanhol e chegou às oitavas de final da Liga dos Campeões.

Na Seleção Argentina, Sampaoli levou seus compatriotas à Copa do Mundo, mas caiu nas oitavas de final para a França, que viria a ser a campeã no Mundial da Rússia.

Com o Santos, o treinador foi vice-campeão brasileiro no ano passado.
Títulos de Sampaoli
Universidad de Chile
Copa Sul-Americana: 2011
Torneio Apertura: 2011, 2012
Torneio Clausura: 2011

Chile
Copa América: 2015
Últimos títulos do Atlético
Campeonato Mineiro (2017)
Copa do Brasil (2014)
Recopa Sul-Americana (2014)

Estado de Minas

× Como posso te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: