Robinho dificilmente será um jogador de lado de campo sob o comando de Enderson Moreira. Não só pelo desejo do próprio atleta, mas pelos objetivos do treinador, anunciado no mês passado como substituto de Adilson Batista. Em entrevista ao Superesportes, o técnico afirmou que vê o camisa 19 como um jogador de meio-campo.

“Dependendo da situação, ele pode ser um jogador um pouco mais para o lado. Eu não vejo ele com um extremo, que vai dar profundidade. Isso não. Ele pode vir do lado para dentro. Para mim é determinante a capacidade de jogar pelo meio. Se ele inicia no lado e depois vira esse homem de meio-campo ou se ele já inicia por dentro, isso é uma questão que precisamos ver na prática, mas ele é um jogador de meio-campo”, definiu.

“O Robinho é um jogador que dispensa comentários sobre qualidade dele. É muito habilidoso, um jogador muito técnico para jogar. Se ele foi capaz de fazer várias funções, é porque tem inteligência e maturidade tática para exercer essas funções. Eu tenho na minha cabeça que é um jogador que pode desempenhar funções bem interessantes para a equipe. Ele pode ser por dentro, um pouco mais atrás”, analisou Enderson Moreira.

Em entrevista recente à Rádio Itatiaia, Robinho afirmou que, hoje, prefere atuar centralizado. O meio-campista garantiu que, caso seja consultado pelo treinador, confirmará o desejo por jogar desta forma daqui para frente. Vale lembrar que o jogador já realizou funções de segundo volante e atuou pela ponta direita, período em que viveu a melhor fase sob o comando de Mano Menezes.

Ao lado de Fábio, Leo, Edilson e Ariel Cabral, Robinho é um dos cinco jogadores que aceitou readequação salarial em 2020 para participar da temporada de reconstrução do Cruzeiro. Ele fez parte do grupo – como um dos líderes – do elenco que acabou rebaixando a Raposa à Série B do Campeonato Brasileiro no ano passado.

Na reta final de 2019, Robinho sofreu grave lesão no joelho e precisou passar por cirurgia. Embora tenha realizado recuperação no período de férias, o meio-campista iniciou a temporada no departamento médico. Até por isso, seus números em 2020 ainda são discretos. Ele atuou por apenas 45 minutos na derrota celeste por 2 a 0 para o CRB, pela Copa do Brasil, em 11 de março.

Estado de Minas

× Como posso te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: