A Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) registrou no início da madrugada desta segunda-feira, 13 de janeiro de 2020, o primeiro homicídio do ano na cidade de Santa Bárbara. Elias Vieira de Souza, de 31 anos, foi assassinado a tiros e ao lado do corpo foi encontrado um revólver. O crime contra a vida aconteceu na Rua Antônio Pereira Rocha no Centro da cidade.

Os policiais foram informados do homicídio, por volta de 0h10min, quando receberam uma denúncia anônima relatando que a vítima havia sido baleada e estava caída ao lado da sua motocicleta. Segundo informações, um suspeito, de 23 anos, já foi identificado pela polícia, mas até o momento ele não foi encontrado para prestar esclarecimentos sobre o fato.

No local, os militares deparam com Elias Vieira recebendo atendimento da equipe de resgate voluntário, mas os socorristas constataram que ele já estava em óbito. Os policiais encontraram ao lado do corpo um revólver, de calibre 38, que estava carregado com três munições intactas, uma deflagrada e outra picotada, junto com a arma havia também um coldre com mais três munições intactas do mesmo calibre.

Populares informaram que ouviram o barulho de duas motocicletas no local e em seguida escutaram cerca de seis disparos de arma de fogo e um dos veículos saindo em alta velocidade em direção ao Bairro União.

Os militares isolaram o local do crime para a perícia técnica da Polícia Civil de Itabira. Durante os trabalhos periciais, foi encontrado, próximo ao bolso da bermuda da vítima, um carregador contendo seis munições de calibre 380. No corpo da vítima, que foi encaminhado ao Posto Médico Legal (PML), foram constatadas oito perfurações.

Os policiais fizeram algumas diligências e foram informados de que, minutos antes do homicídio, a vítima teria se envolvido em uma briga e havia sido agredida por uma mulher que lhe desferiu um tapa no rosto. Os militares também identificaram algumas câmeras que possivelmente filmaram a ação criminosa e as imagens poderão ajudar nas investigações.

O Boletim de Ocorrência, registrada pela Polícia Militar, foi encaminhada à delegacia de Polícia Civil de Santa Bárbara que vai instaurar um inquérito que após as investigações será encaminhada ao Ministério Público e ao Poder Judiciário para futuras providências.

CaraçaFM/Thales Benício

× Como posso te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: