Policiais militares já identificaram alguns suspeitos de envolvimento no sequestro da família de uma gerente do Banco SICOOB, na Rua Juca Machado, no Centro, em Itabira. As vítimas foram rendidas dentro de casa, por volta das 18h de quinta-feira, 12 de dezembro de 2019. A polícia só tomou conhecimento do crime na manhã de hoje (13) quando a Central de Monitoramento notou que havia algo de errado no banco.

A gerente, de 48 anos, disse para os militares que, após o trabalho no dia de ontem (12), quando chegou em casa, foi rendida pelos bandidos que já estavam com os seus dois filhos sendo mantidos reféns dentro de um quarto. O marido da vítima também foi rendido ao chegar em casa por volta das 22h.

Os autores passaram a ameaçar matar as vítimas caso a gerente não colaborasse com a execução do crime. Os filhos e o marido da gerente foram colocados em um carro e, por volta das 3h da madrugada, foram levados em direção à Belo Horizonte.

A gerente manteve a sua rotina e, por volta das 9h da manhã, foi para o banco, lá passou a juntar o dinheiro em sacos plásticos. A Central de Monitoramento do Banco notou algo de errado e acionou a Polícia Militar. Na chegada dos policiais, a vítima já havia juntado a quantia de quase R$ 137 mil em dinheiro.

O banco foi totalmente cercado devido a suspeita de que teria assaltantes dentro da agência. O clima ficou tenso por cerca de uma hora, até que os policiais constataram que só havia funcionários no banco. A gerente então contou o que estava acontecendo e os militares passaram a tentar localizar as vítimas que estavam sendo mantidas reféns.

Uma ligação telefônica, por volta das 10h, trouxe o alívio para os envolvidos na ação, o marido da vítima afirmou que havia sido liberado, juntamente com os filhos, em Belo Horizonte e que eles já estavam retornando para Itabira.

A Polícia Civil empenhou delegados, investigadores e escrivães no caso. Os policiais passaram a fazer diligências e já conseguiu identificar um suspeito de ter sido o autor da extorsão mediante sequestro. Segundo informações, o suspeito foi reconhecido por todas as vítimas.

× Como posso te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: