A aviação americana bombardeou nesta quarta-feira um grupo de talibãs que atacava as forças de segurança afegãs, a primeira operação desde a assinatura de um acordo entre Estados Unidos e os insurgentes no sábado passado em Doha.

“As forças dos Estados Unidos executaram um bombardeio em Nahr-e Saraj, em Helmand, contra os combatentes talibãs que atacavam as forças de segurança afegãs. Foi um bombardeio defensivo”, anunciou no Twitter o coronel Sonny Leggett, porta-voz das Forças Armadas americanas no Afeganistão.

“Estamos comprometidos com a paz, mas temos a responsabilidade de defender nossos sócios afegãos”, destacou.

“Apenas no dia 3 de março, os talibãs executaram 43 ataques contra postos de controle das forças afegãs em Helmand”, uma província do sul do país considerada um de seus principais redutos, escreveu Legget.

“Se os insurgentes afirmam lutar para libertar o Afeganistão das forças internacionais, o acordo de 29 de fevereiro define uma retirada baseada em várias condições que devem ser cumpridas”, recordou.

O acordo assinado no sábado passado em Doha por Washington e os talibãs afirma que o governo dos Estados Unidos se compromete com uma retirada completa do Afeganistão no prazo de 14 meses em troca, entre outras coisas, do início de um diálogo entre afegãos que inclua o governo, a oposição, a sociedade civil e os talibãs.

Estado de Minas

× Como posso te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: