Um grave acidente de trabalho, por volta das 12h40min deste domingo, 11 de fevereiro de 2018, tirou a vida do soldador Luiz Gustavo dos Santos, 34 anos, que morreu após ter sido atingido por uma peça de aço na área da britagem na Mina Cauê no Bairro Campestre em Itabira. Segundo informações, a vítima chegou a ser socorrida, mas morreu antes de dar entrada no pronto socorro da cidade.

A Polícia Militar não foi acionada para o registro da ocorrência que foi confeccionado na delegacia de Polícia Civil, onde segundo relatos de um funcionário da mineradora, a vítima estava utilizando todos os equipamentos de segurança e exercendo as atividades nas quais o mesmo foi treinado para desenvolver.

Na ocorrência, o solicitante disse a polícia que Luiz Gustavo estava corando uma sucata metálica, que a peça ao se soltar atingiu o rosto e o tórax da vítima que caiu desacordada. Uma equipe do Serviço de Emergência da Vale foi acionada e de imediato socorreu o soldador para o Pronto Socorro de Itabira, porém a vítima não resistiu e morreu no caminho da unidade de saúde.

O local onde ocorreu o acidente foi preservado para a perícia técnica da Polícia Civil que esteve na cena realizando os trabalhos de praxe. Testemunhas que presenciaram a fatalidade poderão ser intimadas pela polícia para prestar maiores esclarecimentos do ocorrido.

O corpo de Luiz Gustavo que era morador do Bairro Pedreira, foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) onde será examinado por um médico legista, posteriormente vai ser liberado para que os familiares possam fazer o velório e o sepultamento.

A mineradora ainda não se manifestou sobre ocorrido. A nossa equipe de reportagem tentou contato com a acessória de comunicação da Vale, mas até o momento sem sucesso.

Comentarios

Comentarios