O assassinato do estudante de medicina veterinária Gabriel Araújo de Oliveira, de 21 anos, no Bairro São Gabriel, Região Nordeste de Belo Horizonte, foi desvendado pela Polícia Civil dois meses depois do crime.
Três suspeitos, entre eles um adolescente, foram detidos. O jovem, que cursava veterinária na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), foi vítima de latrocínio – roubo seguido de morte – em 6 de fevereiro, nas imediações do bairro. O homicídio causou comoção entre moradores da capital mineira.

 As investigações foram conduzidas pelo delegado Emerson Morais, do Departamento de Investigações de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

De acordo com a Polícia Civil, os suspeitos foram presos em cumprimentos de mandado de prisão temporária, que já foi convertida para preventiva. Um adolescente de 17 anos também foi detido. Todos já tinham registros de crimes anteriores. Os detalhes da apuração serão repassados em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira.

O universitário foi morto na Rua Ilha de Malta, no Bairro São Gabriel. Ele chegu a ser levado em uma viatura da Polícia Militar para o Hospital Risoleta Neves, mas não resistiu. O estudante foi atingido por um disparo no tórax durante uma tentativa de assalto.

Ao atender a ocorrência, os militares ouviram uma pessoa gritar que os criminosos estavam em uma moto XRE vermelha, mas a pessoa não foi localizada. Por causa do assassinato, moradores do Bairro São Gabriel fizeram protestos para pedir mais segurança na região.

Estado de Minas

Comentarios

Comentarios