Durante o mês de disputa da Copa do Mundo, o Atlético ocupou a segunda colocação do Campeonato Brasileiro. O bom desempenho das 12 primeiras rodadas, no entanto, não se manteve após o Mundial. E os números comprovam isso. Afinal, apenas duas das 20 equipes que disputam a Série A pontuaram menos que o time alvinegro desde que a França conquistou o título diante da Croácia, em 15 de julho.
De lá para cá, foram cinco rodadas – incompletas – realizadas. Dos 15 pontos em disputa, o Atlético conquistou quatro. Apenas o lanterna Paraná (3) e o Sport (1), 12º colocado, têm aproveitamento inferior. Botafogo, Chapecoense, Santos e Vasco (que tem um jogo a menos) somaram a mesma quantidade do time mineiro (veja a ‘classificação’ completa ao fim do texto).
Em cinco jogos após a Copa, o Atlético perdeu três, empatou um e venceu apenas um. Veja abaixo:
  • Grêmio 2 x 0 Atlético (13ª rodada) – Arena do Grêmio, Porto Alegre, em 18 de julho
  • Palmeiras 3 x 2 Atlético (14ª rodada) – Allianz Parque, São Paulo, em 22 de julho
  • Atlético 2 x 0 Paraná (15ª rodada) – Independência, Belo Horizonte, em 25 de julho
  • Bahia 2 x 2 Atlético (16ª rodada) – Fonte Nova, Salvador, em 30 de julho
  • Atlético 0 x 1 Internacional (17ª rodada) – Independência, Belo Horizonte, em 7 de agosto
Da segunda posição antes da Copa, o Atlético caiu para o quinto lugar ao fim da 17ª rodada. A distância para o Flamengo, líder pré-Mundial, era de quatro pontos. Atualmente, a distância para o São Paulo, novo primeiro colocado, é de sete pontos.
“A gente está lutando, só que a gente está tendo muito trabalho. A gente sabe que são muitas mudanças acontecendo, na defesa, no meio-campo e no ataque. Então, isso requer tempo. Não tem jeito”, avaliou o técnico Thiago Larghi, em entrevista coletiva após a derrota por 1 a 0 para o Internacional, no Independência, nessa segunda-feira.
Mudanças

A defesa do treinador realmente faz sentido. Em relação ao time considerado titular no Atlético ao fim de 12 rodadas, foram sete mudanças na partida diante da equipe gaúcha. Patric, Gabriel, Fábio Santos, Adilson, Gustavo Blanco, Cazares e Róger Guedes deram lugar, respectivamente, a Emerson, Iago Maidana, Hulk (apelido de Carlos Gabriel), José Welison, Matheus Galdezani, Elias e Yimmi Chará.

“Na primeira fase do trabalho, a gente teve o campeonato estadual, que nos deu margem para fazer o trabalho inicial de montagem de time. Agora, é montagem enfrentando os grandes, em que numa bobeira, num lance, você pode ser penalizado. A gente, por segundos, gol de falta no meio-campo que o adversário bate rápido, a gente está sofrendo. Isso é falta de concentração, de um detalhezinho, de competitividade”, completou Larghi, em referência à desatenção defensiva no lance do gol do Internacional (assista ao lance no vídeo abaixo).

Para tentar a recuperação, o Atlético volta a campo apenas neste domingo, às 11h. O time alvinegro receberá o Santos, no Independência, pela 18ª rodada.
Veja o número de pontos conquistados por cada time pós-Copa do Mundo*
1º São Paulo – 12
2º Corinthians – 10
2º Grêmio – 10
2º Internacional – 10
5º Ceará – 9*
6º Fluminense – 8
6º Palmeiras – 8
8º América – 7
8º Cruzeiro – 7
8º Flamengo – 7
8º Vitória – 7
12º Bahia – 6*
13º Atlético-PR – 5*
14º Atlético – 4
14º Botafogo – 4
14º Chapecoense – 4
14º Santos – 4
14º Vasco – 4*
19º Paraná – 3
20º Sport – 1
 
*Equipes com a mesma pontuação foram dispostas em ordem alfabética
**Atlético-PR, Vasco, Ceará e Bahia fizeram jogo a menos que os demais, pois tiveram jogos da 15ª rodada adiados
Estado de Minas

Comentarios

Comentarios