Sem chance de ser campeão brasileiro, livre do risco de rebaixamento à Série B e com vaga assegurada na fase de grupos da Copa Libertadores de 2019 por ter conquistado a Copa do Brasil, o Cruzeiro cumprirá tabela na reta final da Série A. No sábado, às 19h, o time celeste enfrentará o Atlético-PR, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 33ª rodada. Em seguida, pegará Corinthians (casa), São Paulo (fora), Vitória (casa), Flamengo (casa) e por último Bahia (fora). Se no ponto de vista técnico as seis últimas rodadas deverão ser mera formalidade, na parte simbólica há recordes em jogo. É o caso da busca pelo milésimo ponto na era dos “pontos corridos”.

Desde 2003, quando o Brasileiro abandonou o sistema ‘mata-mata’ e passou a ser disputado em turno e returno, o Cruzeiro é o segundo clube que mais pontuou: 987. Com 1.034, o líder é o São Paulo, que faz boa campanha em 2018 e ocupa a quarta posição (57). Em seguida vêm Santos, 965; Corinthians, 925; e Internacional, 907.
Para alcançar o 1.000º ponto ainda em 2018, o time celeste precisará atingir campanha quase perfeita na reta final do Brasileiro. Basicamente, terá de ganhar quatro partidas e empatar uma, totalizando 72,22% de aproveitamento.
A missão do Cruzeiro será complicada, principalmente pelo fato de os adversários brigarem por algum objetivo na competição. Enquanto Flamengo (3º, com 60) e São Paulo almejam vagas diretas nos grupos da Copa Libertadores de 2019, o Vitória (17º, com 34) quer a permanência na elite nacional. O Atlético-PR (9º, com 43), por sua vez, tem chance de beliscar um passaporte nas fases iniciais da Copa Libertadores. Já Corinthians (12º, com 39) e Bahia (11º, com 40) pretendem consolidar suas idas à Sul-Americana do ano que vem.
Melhores campanhas
No título de 2003, o Cruzeiro somou impressionantes 100 pontos em 46 rodadas (72,46%). O Brasileiro daquela época contava com 24 clubes. Foram 31 vitórias, sete empates e apenas oito derrotas, com 102 gols marcados e 47 sofridos. Craque da equipe, o armador Alex se destacou na campanha, com 23 gols. Também conseguiram bons números os atacantes Aristizábal (21), Mota (15) e Deivid (15).
Em 2013, o Cruzeiro se sagrou campeão com 76 pontos, 11 de vantagem sobre o vice Grêmio. Já em 2014, alcançou 80 pontos, 10 a mais que o São Paulo, segundo colocado. A Raposa também foi bem em 2008 (3º, com 67), 2009 (4º, com 62) e 2010 (2º, com 69).
Times que mais pontuaram no Brasileiro desde 2003
1- São Paulo – 1.034
2- Cruzeiro – 987
3- Santos – 965
4- Corinthians – 925
5- Internacional – 910
6- Flamengo – 907
7- Grêmio – 887
8- Fluminense – 886
9- Atlético – 843
10- Atlético-PR – 824
11- Palmeiras – 814
12- Botafogo – 731
13- Vasco – 672
14- Coritiba – 615
15- Goiás – 596
Números do Cruzeiro nos pontos corridos
Jogos: 622
Vitórias: 284
Empates: 135
Derrotas: 203
Gols marcados: 947
Gols sofridos: 767
Estado de Minas

Comentarios

Comentarios