Um avião da Azul, que saiu de Vitória da Conquista (sudoeste da Bahia, distante 520 quilômetros de Salvador), com destino ao Aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, na manhã desta terça-feira, foi atingido por um raio, o que obrigou o piloto a fazer um pouso em Montes Claros (Norte de Minas). Apesar do susto, não houve maiores consequências. Por outro lado, os passageiros tiveram de seguir a viagem por terra de Montes Claros a Capital (420 quilômetros).

O avião (voo AD5733) decolou da cidade baiana às 7h40, com cerca de 70 passageiros a bordo. A previsão era da chegada ao Aeroporto de Confins às 9h25. Em entrevista à TV Sudoeste (de Vitória da Conquista, uma passageira disse que, cerca de 30 a 40 minutos após a decolagem, a aeronave foi atingida por um raio.

Segundo ela, chovia muito na hora e os passageiros perceberam um forte barulho e faíscas pelas janelas do avião. Revelou ainda que o piloto “avisou que tinha sido um raio” e alguns passageiros ficaram muito assustados e “até passaram mal”. Alguns passageiros postaram sobre o incidente em suas redes sociais.
Em nota à imprensa, a Azul informa que, “por problemas técnicos”, o piloto do avião que partiu de Vitória da Conquista com destino a Belo Horizonte “alternou” a rota e desceu em Montes Claros.

A empresa sustenta que “não houve declaração de emergência e o pouso ocorreu normalmente”. A companhia informou ainda que reacomodou os passageiros “por via terrestre” (em ônibus) até Belo Horizonte e que “está prestando toda a assistência”, conforme prevê resolução da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Além disso, “a Azul reforça que medidas como essa são necessárias para garantir a segurança de suas operações”, diz a nota.

Estado de Minas

Comentarios

Comentarios