O porteiro José Pereira de Souza, de 60 anos, foi atingido por pelo menos um disparo durante uma tentativa de assalto na manhã desta quarta-feira em seu local de trabalho, na Avenida Raja Gabáglia, próximo ao Hospital Madre Teresa, no Bairro Cidade Jardim, Região Centro-Sul de Belo Horizonte.  Em 2016, o mesmo homem também foi alvo de tiros de um assaltante que tentou invadir o prédio.

A PM informa que dois ou três homens participaram do crime nesta quarta-feira. Eles conseguiram fugir e até o momento ninguém foi preso. A corporação afirma que os homens tentaram entrar no prédio no momento de troca de turno dos porteiros, por volta de 7h30 da manhã, e que José Pereira de Souza, que tinha acabado de chegar para trabalhar, entrou em luta corporal com um dos assaltantes. O porteiro, que foi atingido no ombro e encaminhado para o Hospital João XXIII, não corre risco de morrer, mas apresentava bastante dor no local que foi alvejado.

Os militares apreenderam, na cena do crime, uma bolsa que continha materiais que poderiam ser utilizados pelos assaltantes para arrombamento.

Segunda vez

Em 2016, o mesmo prédio, chamado Condomínio Beverly Hills, também passou por uma situação parecida e o porteiro do edifício foi baleado em uma tentativa de assalto. Na época, militares da 124ª Companhia do 22º Batalhão da Polícia Militar, informaram que um homem com capacete abordou o trabalhador dizendo estar com uma encomenda para uma moradora.
O porteiro liberou a entrada para o assaltante, que havia informado o nome e o apartamento correto da condômina. Porém, antes de chegar ao hall do prédio, o homem apresentava conduta suspeita e o porteiro resistiu à entrada dele ao edifício. Depois disso, o suspeito atirou duas vezes contra o funcionário.
Na época, o porteiro também não apresentou estado grave e foi atingido no braço.
Estado de Minas

Comentarios

Comentarios