A data tão esperada pela comissão técnica do Atlético finalmente chegou. Nesta quarta-feira, a equipe alvinegra visita o Atlético-AC, pela primeira fase da Copa do Brasil. O duelo, marcado para 21h45 (de Brasília, três horas à frente do horário local), será na Arena da Floresta, em Rio Branco. Além de ser a primeira ‘decisão’ do ano para os comandados de Oswaldo de Oliveira, é também o duelo estabelecido pelo treinador para que o time comece a engrenar na temporada.
A comissão técnica alvinegra planejou o primeiro mês do ano com base na estreia no principal torneio mata-mata do futebol brasileiro. Os times titular e reserva se alternaram no Campeonato Mineiro justamente para que os jogadores chegassem em boas condições físicas para o duelo no Acre.
“O departamento de fisiologia já fez toda a preparação. Todos os jogadores estão inteiros. A gente está no nosso melhor momento físico e técnico. Temos tudo para fazer um grande jogo”, disse o zagueiro Gabriel, que será titular nesta quarta.
Retornos
A volta de Oswaldo de Oliveira é a principal novidade para o jogo desta quarta-feira. Oswaldo de Oliveira foi submetido a uma cirurgia para tratamento dentário. Por isso, desfalcou treinamentos e a partida contra a URT, no último domingo.
Com a ausência do técnico, coube aos auxiliares Thiago Larghi e Luiz Alberto a função de comandar os treinamentos. Este último, inclusive, também dirigiu o time na vitória alvinegra por 1 a 0 sobre a URT, nesse domingo, pela quinta rodada do Campeonato Mineiro.
Além do retorno de Oswaldo, o Atlético também terá um ‘reforço’ dentro do campo. Fábio Santos, recuperado de uma amigdalite, se juntou à delegação alvinegra e deve ser confirmado para a partida contra o xará acreano. Dessa forma, a tendência é que o time considerado titular – e escalado nos jogos contra Democrata-GV e Patrocinense – seja repetido.
Regulamento
O Atlético precisa apenas de um empate para conseguir a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil. Derrota no Acre, por outro lado, significa desclassificação precoce naquele que é um dos principais focos do time mineiro na temporada.
A equipe que avançar enfrentará o Botafogo-PB. O jogo da segunda fase será realizado no Almeidão, em João Pessoa, no dia 20 ou 21 de fevereiro. Ao contrário do que é previsto pelo regulamento para a estreia, nesta etapa da Copa do Brasil o empate leva a decisão para os pênaltis.
A partir da terceira fase, os jogos serão realizados em ida e volta. Os times que se classificaram para a Copa Libertadores (Chapecoense, Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Grêmio, Palmeiras, Santos e Vasco), além dos campeões em 2017 da Série B do Campeonato Brasileiro (América), da Copa do Nordeste (Bahia) e da Copa Verde (Luverdense) entram na disputa já nas oitavas de final.
Finanças
O objetivo esportivo não é a única motivação do Atlético na Copa do Brasil. Se passar da primeira fase, o clube embolsa R$ 2,2 milhões – R$ 1 milhão pela participação na estreia e R$ 1,2 por jogar a etapa seguinte. Eventual título renderia R$ 68,7 milhões – maior premiação paga por qualquer torneio do continente. Dinheiro que cairia bem ao caixa do clube alvinegro, que vive momento complicado nas finanças.
“Financeiramente está muito interessante. Acredito que o Atlético, pela sua história, não entra em nenhum campeonato pensando em algo diferente de título. Nos meus anos no comando do clube, a gente vai sempre mirar os títulos. Se tiver algum retorno financeiro com os títulos, melhor ainda”, analisou o presidente Sérgio Sette Câmara.
O rival
O Atlético-AC, equipe da terceira divisão nacional, vive a melhor fase da história do clube. Em 2018, o time do Acre venceu as três partidas que disputou. Na estreia, venceu o São Francisco por incríveis 8 a 0, no Estadual. Em seguida, derrotou o Vasco-AC por 2 a 0, também pelo torneio local.
Na última quarta-feira, o Atlético-AC venceu o Santos-AP por 3 a 2, em partida válida pela Copa Verde. Desde então, o time comandado pelo técnico Álvaro Miguéis se prepara para aquele que é considerado o ‘jogo da vida’ do clube.
“É o jogo da nossa vida, e nós vamos buscar a vitória. A gente depende muito dessa partida para garantir tranquilidade na temporada”, disse o presidente Elison Azevedo, em entrevista à ‘Gazeta’, jornal acreano.
ATLÉTICO-AC X ATLÉTICO
Atlético-AC
Raphael Barrios; Matheus Damasceno, João Marcus, Diego e Jeferson; Leandro Jucá, Kássio, Ancelmo e Polaco; Araújo e Rafael Barros
Técnico: Álvaro Miguéis
Atlético
Victor; Samuel Xavier, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Arouca e Elias; Róger Guedes, Cazares, Otero e Ricardo Oliveira
Técnico: Oswaldo de Oliveira
Motivo: 1ª fase da Copa do Brasil
Estádio: Arena da Floresta, em Rio Branco-AC
Data e horário: quarta-feira, 7 de fevereiro, às 21h45 (de Brasília)
Árbitro: João Batista de Arruda – RJ (CBF)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moisés – RJ (CBF) e Luiz Antônio Muniz de Oliveira – RJ (CBF)
Estado de Minas

Comentarios

Comentarios