O diretor de futebol Alexandre Gallo foi demitido pelo Atlético no início da tarde desta terça-feira. O clube comunicou a saída do dirigente nas redes sociais. Para o lugar dele, o clube anunciou o ex-atacante Marques Batista de Abreu, que era coordenador das categorias de base do Alvinegro. Ele ficará no cargo até o fim da temporada.

Alexandre Gallo foi anunciado pelo Atlético logo após a eleição de Sérgio Sette Câmara, em dezembro do ano passado. No entanto, ele já exercia a função de diretor de futebol antes mesmo da posse do presidente.

Em seu período de gestor de futebol do Atlético, Alexandre Gallo foi o responsável pela contratação de 18 jogadores: os laterais Samuel Xavier e Emerson, os zagueiros Maidana, Juninho e Martín Rea, os volantes Arouca, Matheus Galdezani e José Welison, os meias Tomás Andrade, David Terans e Nathans e os atacantes Ricardo Oliveira, Erik, Róger Guedes, Chará, Denílson, Edinho e Leandrinho.

Dos reforços, Samuel Xavier, Arouca e Erik foram dispensados pelo clube, enquanto Róger Guedes acertou contrato com o Shandong Luneng, da China, rendendo 2,5 milhões de euros aos cofres do Atlético.

Foram três treinadores na temporada 2018. O Atlético iniciou o ano com Oswaldo de Oliveira no comando, mas ele foi demitido após o empate com o Atlético-AC pela Copa do Brasil. Assumiu, interinamente, Thiago Larghi, que comandou o time por 49 jogos até ser desligado do clube. Atualmente, Levir Culpi é o técnico. Até o momento, foram dois jogos e duas derrotas.

O cargo agora será ocupado pelo ex-atacante Marques, ídolo do clube, que estava trabalhando como coordenador das categorias de base do Alvinegro. Ele será apresentado nesta quarta e vai ficar no clube até o fim da temporada.

Estado de Minas

Comentarios

Comentarios