A noite desta quarta-feira reserva o reencontro entre Atlético e Mineirão. Depois de mais de três meses, o Galo reaparece no estádio em busca de recuperar a fama como mandante. O adversário é o Corinthians, líder invicto do Campeonato Brasileiro. De uma só vez, o Galo pode quebrar duas séries: a sua, negativa em casa, e a do time paulista, que ainda não saiu de campo derrotado no Brasileirão. A bola rola no Gigante da Pampulha a partir das 21h.

O Atlético volta ao Mineirão depois de 94 dias. A última vez foi no dia 30 de abril, na primeira partida da final do Campeonato Mineiro. O Alvinegro ficou no empate sem gols com o Cruzeiro. Como mandante no Gigante da Pampulha, o tempo é ainda maior. São 164 dias. Em 19 de fevereiro, o Galo goleou o América por 4 a 1.

A mudança de ares foi um pedido de jogadores e torcedores. No Independência, o time alvinegro não conseguiu fazer uma boa campanha como mandante. Em nove jogos, foram duas vitórias, dois empates e cinco derrotas, o recorde negativo da equipe em casa no Brasileirão com pontos corridos. A mudança de casa pode resgatar o espírito vencedor da equipe, mas não é tratada como salvação pelos atletas.

“É óbvio que a culpa estava longe de ser no Independência. Mas o Mineirão nunca deixou de ser a casa do Atlético. O torcedor vai comparecer. É válida essa mudança para mudar os ares. Tomara que ele nos dê sorte”, disse o lateral Fábio Santos.

O Atlético terá uma missão complicada nesta noite. Em 17 jogos no Campeonato Brasileiro, o Corinthians ainda não foi derrotado. São 32 jogos de invencibilidade na temporada. A última derrota aconteceu no dia 19 de março, para a Ferroviária, por 1 a 0. De lá para cá, o time paulista enfrentou 23 adversários diferentes, em quatro competições distintas, e somou 19 vitórias e 13 empates. Para quebrar a série do rival, o capitão Leonardo Silva pede um jogo perfeito do Galo.

“Tem que ser um jogo perfeito. O Corinthians é cauteloso, trabalha bastante, sabe defendê-lo também, Vai ser um jogo estudado, de grandes equipes. O Atlético joga em casa e o adversário sabe se defender, mas queremos fazer um grande jogo, com eficiência, sabendo aproveitar as oportunidades. Vamos tentar valer isso também”, disse.

O Atlético para encarar o Corinthians é um mistério. O último treino foi fechado à imprensa. Na segunda, apenas reservas em campo. Na ocasião, o técnico Rogério Micale teve uma conversa de cerca de 30 minutos com o volante Elias, que pode voltar ao time. Na vitória sobre o Coritiba, o camisa 8 ficou no banco de reservas e entrou no intervalo, na vaga de Adilson. Rafael Carioca e Gustavo Blanco, os outros titulares no triunfo, tiveram atuações destacadas e devem ser mantidos na equipe.

Outra dúvida é no ataque. Contra o Coxa, Micale surpreendeu e escalou Pablo na vaga de Robinho. Durante o segundo tempo, Luan foi o escolhido para entrar no lugar do velocista. Os três brigam por uma vaga para formar o trio ofensivo ao lado de Cazares e Rafael Moura. A definição da equipe, no entanto, será apenas no vestiário do Gigante da Pampulha.

Corinthians

O técnico Fábio Carille não sabe se poderá contar com o lateral esquerdo Guilherme Arana e o volante Maycon, que sofrem desgaste físico. Já o atacante Romero e o meia-atacante Marquinhos Gabriel foram vetados pelo departamento médico. O atacante Clayton não pode encarar o Atlético por questões contratuais. Ele está emprestado ao Corinthians. O mesmo vale para Marlone, que foi cedido pelos paulistas ao Galo.

Confirmado no ataque, Jô, artilheiro do Campeonato Brasileiro, vai reencontrar o Atlético desde a saída do clube, em 2015. O atacante promete não comemorar caso marque gol contra o ex-clube, pelo qual conquistou títulos como a Libertadores de 2013.

“Existem duas situações: se eu fizer o gol, eu não vou comemorar por respeito à torcida. Se tivesse aqui em Itaquera, eu ia comemorar em respeito à torcida do Corinthians. Mas eu estarei diante de torcedores que me abraçaram e que me respeitaram. Comemoração é um modo de extravasar. Mas, diante de uma torcida que me deu carinho, colocou comida no meu prato, não posso passar por cima disso.”

ATLÉTICO X CORINTHIANS

Atlético
Victor, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Elias (Adilson), Gustavo Blanco e Cazares; Pablo (Luan ou Robinho) e Rafael Moura
Técnico: Rogério Micale

Corinthians
Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana (Moisés); Gabriel, Maycon (Giovanni Augusto), Camacho, Rodriguinho e Clayson; Jô
Técnico: Fábio Carille

Motivo: 18ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: estádio Mineirão, em Belo Horizonte
Data e hora: quarta-feira, 2 de agosto, às 21h

Árbitro: Anderson Daronco (Fifa/RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (CBF/RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Júnior (CBF/RS)

Estado de Minas

Comentarios

Comentarios